You are here:All the web notices»POR - 50 anos de Ordenação Presbiteral de D. António Braga
20/05/2020

POR - 50 anos de Ordenação Presbiteral de D. António Braga

2020-05-20b


A Comunidade do Seminário Nossa Senhora de Fátima, em Alfragide, está em festa, a celebrar 50 anos de Ordenação Presbiteral de D. António de Sousa Braga, Bispo Emérito de Angra e actualmente membro desta Comunidade. Mas é toda a Província, toda a Congregação e a Igreja que estão em festa.

O contexto de pandemia em que vivemos actualmente impede-nos de celebrar como gostaríamos esta data. Havemos de o fazer quando as circunstâncias assim o permitam. Mas a Comunidade não podia deixar de assinalar a data. A presença do Superior Provincial nas celebrações dá o sentido de comunhão fraterna que leva a que toda a Província esteja aqui presente neste dia, apesar da ausência física.

2020-05-20a
O dia não precisa de muito espalhafato para ser solene, intenso e profundo: ao meio-dia reunimo-nos para a celebração da Eucaristia, presidida pelo festejado, que lembrou com muita gratidão a Deus esse dia 17 de Maio de 1970 em que, pela imposição das mãos do Papa São Paulo VI, recebeu a graça da Ordenação Presbiteral. Foi com a mesma gratidão que D. António Braga percorreu a memória destes 50 anos de presbiterado e as muitas missões que lhe foram confiadas no serviço à Congregação e à Igreja.

2020-05-20c
A seguir à Eucaristia seguiu-se o almoço e convívio fraterno.
Na parte da tarde realizou-se uma sessão solene no auditório da Comunidade.
A sessão foi solene, sem ser pomposa. Nela ouvimos e lemos alguns testemunhos e mensagens e cantámos alguns cânticos adequados ao que celebrávamos. Foi também apresentado o pequeno livro que acaba de ser editado, com muitos mais testemunhos e mensagens. O festejado brindou-nos com um breve discurso, a agradecer a Deus e aos irmãos estes 50 anos assim vividos.

2020-05-20d
A festa terminou com todos à volta do bolo a cantar os parabéns ao festejado, que apagou as velas sem soprar, como mandam as normas de higiene e segurança. Não faltaram os brindes a um dia feliz, simples mas intenso. Vivat Cor Iesu!


Agostinho Sousa, scj