12 setembro 2022
12 set 2022

Com os confrades no Brasil.

P. Levi, Conselheiro Geral, acompanhou o Superior Geral em sua visita oficial aos Dehonianos do Brasil. Seu testemunho no final da visita.

por  Levi dos Anjos Ferreira SCJ

email email whatsapp whatsapp facebook twitter versão para impressão

60 dias estivemos em visita aos confrades da Província BRM e aos Distritos e Àrea Missionária da BSP. Padre Carlos e eu visitamos todas as comunidades religiosas incluindo o Paraguai. Foi uma experiência profundamente edificante. Graças a Deus, tudo correu bem. Não tivemos nenhum problema. Fomos bem acolhidos e bem acompanhados. Tivemos a chance de conversar e conviver com os confrades e encontrar e rezar com muitos leigos da família dehoniana.

Começamos em Santa Catarina, fomos ao Rio Grande do Sul, visitamos o Paraná para depois ir até Rondônia. De lá fomos ao Mato Grosso, Maranhão e concluímos a visita no Pará, no coração da Amazônia, celebrando a festa de Nossa Senhora da Assunção.

A abertura da visita canônica aconteceu com a solenidade do Coração de Jesus no Seminário de Corupá. Uma bela ocasião para um encontro fraterno com os religiosos das áreas e com todos os formandos das casas de formação vizinhas. Muitas atividades também lúdicas marcaram a nossa convivência naqueles dias alí.

Quando pegamos a estrada para visitar nossas obras, constatamos o bem que nossos religiosos fazem às comunidades por eles assisitidas. Muita gente pedia ao superior geral: “por favor, não tire os nossos padres daqui”.

Que bom saber que o testemunho de nossos confrades é um sinal de Deus para as pessoas. Que o Coração de Jesus continue abençoando e guiando os trabalhos dos nossos dehonianos.

Um momento de muita emoção foi quando nos encontramos diante do túmulo do pioneiro alemão Gabriel Lux, em Vargem do Cedro. Aquele homem zeloso e destemido que tanto fez para a fundação da Província! A propósito, esse pequeno vilarejo já presenteou muitas vocações religiosas à Congregação! Que bênção!!

Encontrar as igrejas cheias de fiéis cantando a plenos pulmões faz a diferença quando se está acostumando à realidade europeia. Tivemos vários momentos de encontros com as comunidades paroquiais. Que bonito ver que há tantos leigos jovens e adultos interessados em servir a Igreja nas diversas pastorais. Por onde passamos encontramos pessoas devotas e zelosas para com as coisas sagradas, sem falar do respeito para com os sacerdotes.

Não nos iludimos e sabemos que há sinais da secularização também no Brasil. A indiferença religiosa e o conflito com a religião sempre acompanharam a humanidade. Por isso, nos encontros pessoais, o superior geral aconselhava os nossos confrades a não descuidarem da direção espiritual, da leitura orante da Bíblia, do ser discipulo. Exortava também ao cuidado de si, à saúde espiritual, física e mental.

Impressionante como as realidades culturais, climáticas e geográficas mudam tanto dentro de um mesmo país. Assim é o Brasil! E lá os Dehonianos levam o amor do Coração de Jesus como desejou o nosso fundador.

Que a padroeira do Brasil interceda pelos Dehonianos nesse país tão grande, e lhes conceda muita sáude de corpo e alma para continuar servindo a Igreja e a Congregação com zelo apostólico dehoniano.

 

 

Artigo disponível em:

Inscreva-se
na nossa newsletter

SUBSCREVA

Siga-nos
nos nossos canais

 - 

Inscreva-se
na nossa newsletter

Leia a Política de Privacidade e escreva para