16 maio 2021
16 mai 2021

#scjnews l 7

Entrevista com o Pe. Ciro Moschetta scj, Superior Provincial dos Dehonianos do Sul da Itália, por ocasião da visita oficial do Superior Geral à Província, de 3 a 25 de maio de 2021.

por  Sergio Rotasperti

email email whatsapp whatsapp facebook twitter versão para impressão

Você está acompanhando o Superior Geral P. Carlos Carlos Luis Suárez Codorniú em sua visita oficial à província ITM. Falemos primeiro de números: quantos confrades existem e qual é a média de idade deles?

Nossa província conta com 39 confrades (37 sacerdotes, 1 irmão cooperador, 1 noviço). A idade média é de 67 anos. Temos 4 irmãos sacerdotes entre 40 e 50 anos, 8 entre 50 e 60, 6 entre 60 e 70, 10 entre 70 e 80, 10 entre 80 e 90. Atualmente temos um noviço de 30 anos de idade que está fazendo seu noviciado na Espanha.

Com que espírito e expectativas você dá as boas-vindas ao Superior Geral?

Com um espírito fraterno. E é um prazer tê-lo entre nós. Ele ouvirá as pessoas e verá nossas atividades. Nossa província está em um momento crítico porque estamos fazendo escolhas, tentando permanecer fiéis ao carisma do Padre Dehon. O Padre Geral representa a voz que nos une à Congregação e ao espírito do Padre Dehon. Ele representa a comunhão, tornada visível na visita canônica.

Esta é a segunda vez que você acompanha um Superior Geral. Em 2018, o você deu as boas-vindas ao então Superior Geral P. Heiner Wilmer. Do diálogo com os confrades surgiram algumas preocupações e dificuldades, especialmente em relação à missão na Albânia. Mas também haviam surgido sinais de esperança, como, por exemplo, o compromisso pastoral dos dehonianos entre os estudantes universitários de Rende e a presença entre o povo simples e pobre, como os da periferia da cidade de Roma. E hoje, que realidade o novo Superior Geral encontra em relação a 2018?

Ainda estamos meditando sobre a carta de 2018. Após a visita canônica, celebramos um capítulo em duas sessões. Nesse capítulo, nossas presenças foram consideradas. Precisamos reduzir nosso atendimento. Os critérios foram: fidelidade ao carisma dehoniano, revitalização da vida comunitária, presença no mundo da juventude, abertura à missão ad gentes, presença em contextos mais pobres. Hoje estamos tentando criar uma comunhão em torno destas diretrizes. Continuaremos a missão na Albânia, mas não podemos fazê-lo sozinhos e estamos pedindo o apoio da Congregação para criar uma comunidade internacional.

Por ocasião do centenário do nascimento da Província  da Itália, em dezembro passado, você e o superior provincial da Entidade ITS escreveram uma carta conjunta. Entre muitas coisas interessantes, vocês também escreveram: “Nossas estruturas organizacionais devem ser sempre uma ajuda e nunca um obstáculo”. Ter duas entidades na Itália hoje (ITS e ITM) não é um obstáculo? Na Europa, tanto nós como outras Congregações (por exemplo, Jesuítas) estamos caminhando para uma reorganização estrutural. Ainda não chegou o momento de uma reforma corajosa?

Estamos pensando nisso, porque estamos seguindo o caminho da Igreja. Devemos tentar simplificar as presenças, aliviar as estruturas, tomar medidas para reunificar as províncias. É um processo, no entanto, que deve começar de baixo para cima. Na carta, demos uma contribuição, porque devemos entrar nesta perspectiva. É necessário, mas não podemos chegar despreparados, temos que fazer uma viagem juntos, fazer algumas escolhas comuns. Já podemos, por exemplo, colaborar agora em algumas atividades comuns.

Você pode nos deixar uma mensagem para a Congregação e para a família Dehoniana?

Desejo que vivamos juntos em comunidade, sentindo que fazemos parte da grande família Dehoniana; façamos com que nos ajudemos mutuamente a viver nossa vocação, cada um de acordo com seu próprio compromisso, sua própria vocação. Precisamos nos ajudar uns aos outros, apoiar-nos mutuamente, incentivar-nos mutuamente. Desta forma, cumpriremos nossa missão e a missão sempre viva da Igreja no espírito do Padre Dehon.

 

Inscreva-se
na nossa newsletter

SUBSCREVA

Siga-nos
nos nossos canais

 - 

Inscreva-se
na nossa newsletter