Decretum Laudis25 de fevereiro

Páginas da história » 25 fevereiro 2022

email email whatsapp whatsapp facebook twitter versão para impressão

 

Em dezembro de 1886 o Padre Dehon iniciou o processo para obtenção da aprovação do seu Instituto. Em conformidade com a legislação em vigor na altura, reuniu pela primeira vez uma série de documentos que testemunhavam as notícias sobre o Instituto: constituições, estatuto das casas e do pessoal, e recomendações dos bispos. Após algum tempo, vinte e sete testemunhos de cardeais, arcebispos e bispos em favor do jovem Instituto chegaram a Roma, e a 25 de fevereiro de 1888, a Sagrada Congregação para Bispos e Regulares emitiu o decreto de aprovação, que foi assinado pelo seu prefeito, o Cardeal Masotti. O “Decretum Laudis” foi recebido com grande alegria após muitas dificuldades e muitas tempestades.

Outra história de nossas origens

Pode-se contar a história de nossa Congregação, especialmente a história de nossas origens, de muitas maneiras diferentes. Começando com uma polêmica em nossa revista Dehoniana, P. Juan José Arnaiz Ecker, ex-diretor do Centro de Estudos Dehonianos, examina os aspectos jurídicos do nascimento de nosso Instituto. De fato, muitos anos de vida do Padre Dehon são marcados por inúmeras tentativas de ser reconhecido pela Santa Sé como uma Congregação. Após a dissolução dos Oblatos do Sagrado Coração em 1883, a criação dos Sacerdotes do Sagrado Coração de Jesus em 1884 como sociedade diocesana, o decretum laudis de 25 de fevereiro de 1888 constitui um passo importante cujo alcance já estava sendo discutido na época… Em todo caso, muitas iniciativas ainda eram necessárias, e não poucas resistências tiveram que ser superadas, para chegar em 1906 à aprovação definitiva da Congregação e em 1923 à das Constituições. Este estudo, intitulado “Geração Canônica da Congregação SCJ” segue e documenta este percurso, apresentando os diferentes protagonistas do processo com diferentes interesses…

Inscreva-se
na nossa newsletter

SUBSCREVA

Siga-nos
nos nossos canais

 - 

Inscreva-se
na nossa newsletter

Leia a Política de Privacidade e escreva para