12 fevereiro 2021
12 fev 2021

#scjnews | 2

Em conexão a partir de Roma com o Padre Artur Sanecki, conselheiro geral e responsável pelo setor de espiritualidade.

por  Sergio Rotasperti, scj

email email whatsapp whatsapp facebook twitter versão para impressão

Quais foram os eventos espirituais mais significativos de 2020?

Se pensarmos em 2020, um grande evento foi o seminário teológico dedicado ao Sint Unum em julho. Produziu uma reflexão que precisa ser levada adiante. O material será produzido pelas comissões teológicas geoculturais.

Em setembro, o Superior Geral escreveu uma carta sobre o novo calendário litúrgico dehoniano. Será necessário testá-lo e melhorá-lo.

A pandemia certamente marcou o ano e nos estimulou a elaborar este tema do ponto de vista teológico e espiritual.

Você tem alguma reflexão teológica ou conferência planejada que se relacione com este tempo de pandemia?

As Comissões Teológicas produziram reflexões teológicas que também podem ser encontradas no nosso site, bem como reflexões à luz da Fratelli Tutti.

Nos últimos dias foi enviada uma carta a todas as Entidades da Congregação recordando três eventos: o centenário do nascimento de P. Bourgeois, o sexto Superior Geral, o 40º aniversário da aprovação das Constituições e o 50º aniversário da fundação do Centro de Estudos Dehonianos.

Estes eventos nos lembram um dos pontos da carta programática da atual administração geral: “apropriar-se da Regra” de vida e atualizá-la. Queremos promover o estudo e a reflexão de nossas fontes entre os Dehonianos, especialmente na formação.

P. Bourgeois foi uma testemunha viva da renovação à luz do Concílio Vaticano II. É um caminho certo e oportuno a ser seguido hoje.

Um ano que se estende até a Festa do Sagrado Coração de 2022.

Sim, um ano que estamos prolongando até 2022 porque queremos que haja um amplo caminho de conscientização por parte da Congregação.

A este respeito, você propõe uma pesquisa. Em que consiste?

Ela consiste em uma série de perguntas gerais dirigidas a toda a Congregação. Uma série de perguntas é dirigida a grupos específicos: superiores, ecônomos e formadores. O tema é a avaliação da assimilação da Regra de Vida.

Um setor importante são os centros de espiritualidade. Qual é a nossa posição?

Os centros de espiritualidade dehonianos também fazem parte da carta programática da administração geral. Há ainda muito a ser feito e explorado. Provavelmente haverá uma reunião no outono de 2021, cuja forma depende de como a situação pandêmica evolui. Gostaríamos de dar mais visibilidade aos centros, colocando-os em rede. Também consideramos importante ter uma presença conjunta na internet e estamos trabalhando com o setor de comunicaçao para dar maior visibilidade ao nosso site.

Uma última pergunta: o que somos chamados a fazer diante de tantas propostas?

Acreditar na esperança e no renascimento. Estou convencido de que Deus nos ajudará a encontrar nos próximos meses a força para aprofundar nossa jornada de identidade, e para nos encontrarmos novamente na partilha de projetos comuns.

Inscreva-se
na nossa newsletter

SUBSCREVA

Siga-nos
nos nossos canais

 - 

Inscreva-se
na nossa newsletter