21 setembro 2022
21 set 2022

Uma casa cheia de cuidado e respeito

Uma casa cheia de cuidado e respeito
A Província brasileira BSP inaugurou uma casa para irmãos idosos e doentes. É dever de toda a Província cuidar daqueles que experimentam fragilidade.
por  Alex Simão, scj
email email whatsapp whatsapp facebook twitter versão para impressão

A data de 12 de agosto de 2022 ficará eternamente marcada na vida de nossa Província. Além de ser o aniversário do falecimento do venerável Padre Dehon, nosso fundador, o dia foi escolhido para a bênção da Casa Dom Couto. Com grande participação de confrades, de várias partes da Província, além dos estudantes do Seminário Dehoniano, que emprestaram os seus dons para a música litúrgica, além de alguns leigos convidados para celebrar esse importante momento.

A celebração foi presidida pelo superior provincial, Padre Eli Lobato dos Santos. O Diretório de nossa Província prevê que uma das finalidades da Congregação, inspirada pela sua identidade carismática, é: “zelar pelo cuidado do membro da Congregação idoso e doente, assistindo-lhe em suas necessidades”. O desejo de cuidar do religioso idoso exigiu que cada detalhe da Casa fosse intensamente pensado e refletido, mas a Casa não será, de modo algum, um ‘asilo’, ou um lugar onde o enfermo se sentirá ‘largado’; pelo contrário, pensa-se a questão do cuidado de uma forma mais ampla. Sobre isso, disse o Irmão Gilmar durante a celebração:

“Cuidar não é uma ação isolada que você faz por alguém, mas é um processo que envolve várias ações que você, sozinho ou com mais alguém, realiza em favor de outra pessoa, para que ela se sinta melhor… Aqui, no nosso caso, casa dom Couto, muitas pessoas já estão envolvidas nesse processo de cuidados: a comunidade religiosa do Conventinho – os religiosos formadores, professores, diáconos e fratres –, as cuidadoras, zeladoras, colaboradoras, a ciência médica nas diversas áreas… e muitas outras pessoas que ainda serão envolvidas neste processo. Cuidar é mais que uma ação e abrange mais que um momento de atenção. É aquela relação que se preocupa e se responsabiliza pelo outro, que se envolve e se deixa envolver com a sua vida e o seu destino, que mostra solidariedade e compaixão. O cuidado somente surge quando a existência de alguém tem importância para mim. Passo, então, a dedicar-me a ele, disponho-me a participar de seu destino, de suas buscas, de seus sofrimentos e de suas conquistas, enfim, de sua vida… No nosso caso, esse alguém, será um confrade, enfermo ou idoso, que será acolhido e cuidado nessa casa”.

Para bem acolher nossos irmãos, o projeto provincial da Casa Dom Couto viverá um novo momento; ainda temos alguns quartos a serem mobiliados e outras estruturas que precisam de atenção especial para que a Casa seja bem equipada. Aproveitamos para agradecer às obras e aos confrades que fizeram doações e convidamos a todos que desejem colaborar, para que, juntos, façamos o melhor para os nossos irmãos idosos e enfermos. Uma nova história, cheia de cuidado e respeito, começou a ser escrita em nossa Província e convidamos a todos a abraçar essa causa!

Inscreva-se
na nossa newsletter

SUBSCREVA

Siga-nos
nos nossos canais

 - 

Inscreva-se
na nossa newsletter

Leia a Política de Privacidade e escreva para