01 novembro 2020
01 nov 2020

Ir. Manuel Domingos de Castro Vasconcelos

Ir. Manuel Domingos de Castro Vasconcelos
* 03.11.1929
† 01.11.2020

email email whatsapp whatsapp facebook twitter versão para impressão

Irmão Manuel Domingos de Castro Vasconcelos nasceu no dia 3 de Novembro de 1929 e tinha 91 anos. Fez os primeiros votos no dia 29 de de 1953.

Atualmente residia em Funchal (Portugal). Ele pertencia à Província POR.

Em tuas mãos eu entrego meu espírito. (Sl 31,6)


(P. José Agostinho de Figueiredo Sousa, scj, Superior Provincial) Celebramos hoje a Solenidade de Todos os Santos. Ao fim da manhã deste dia em que celebramos a vida para sempre junto de Deus, recebemos a notícia do falecimento do nosso querido Irmão Manuel Domingos de Castro e Vasconcelos, o mais idoso de todos nós. O Irmão Domingos completaria 91 anos no próximo dia 3, terça-feira. Celebrará certamente junto de Deus, na comunhão dos santos.

O Irmão Domingos faleceu na Comunidade do Colégio Missionário, no Funchal, onde viveu estes últimos anos da sua vida. O seu estado de saúde vinha a deteriorar-se nos últimos tempos, também fruto da idade que ia avançando. A sua Comunidade foi incansável na busca de todos os cuidados que proporcionassem ao Irmão Domingos um fim de vida sereno e devidamente acompanhado e foi nesse contexto de comunhão fraterna e de cuidado acompanhamento que o Irmão Domingos regressou à casa do Pai.

No coração de todos nós, familiares, confrades, membros da Família Dehoniana, amigos e benfeitores, e de quantos tiveram o privilégio de conhecer o Irmão Domingos, fica a memória duma vida marcada pela simplicidade e humildade, dom e serviço, dedicação e fidelidade à consagração a Deus e aos irmãos. Que descanse em paz, na eterna comunhão de vida e de amor, junto do Pai da misericórdia.

Dadas as contingências do tempo presente, ainda não foi possível confirmar com as autoridades municipais o horário preciso das celebrações fúnebres. Mas estas irão decorrer na terça-feira, dia 3, precisamente o dia em que o Irmão Domingos celebraria o seu 91º aniversário.

O Irmão Manuel Domingos de Castro e Vasconcelos nasceu a 3 de Novembro de 1929, na Ilha do Porto Santo, Arquipélago da Madeira. Foi baptizado a 14 de Novembro de 1929, na Paróquia Nossa Senhora da Piedade, Porto Santo, e crismado a 18 de Junho de 1950, na Paróquia de Santa Luzia, no Funchal.

Entrou como aspirante a Religioso em 1949 no Colégio Missionário, Funchal, onde permaneceu até 1952. Nesse ano partiu para Itália, tendo sido recebido Postulante a 19 de Março de 1952, em Albissola, e Noviço a 28 de Setembro do mesmo ano, no mesmo lugar. Foi também aí que fez a sua Primeira Profissão religiosa, a 29 de Setembro de 1953, tornando-se no primeiro português a professar na Congregação dos Sacerdotes do Coração de Jesus. Tendo regressado ao Colégio Missionário, Funchal, aí fez a Profissão Perpétua, a 29 de Setembro de 1956.

O Irmão Domingos dedicou toda a vida de Religioso Dehoniano ao serviço de Ecónomo ou de ajudante de Ecónomo nas Comunidades por onde passou: Funchal I – Colégio Missionário, Coimbra – Instituto Missionário, e Porto II – Seminário Missionário Padre Dehon. O facto de ter permanecido por longos períodos nesse serviço, sobretudo nas Comunidades do Colégio Missionário e do Seminário Missionário Padre Dehon, fez com que o Irmão Domingos se tivesse tornado uma referência na vida de todos os que frequentámos os nossos Seminários Menores. Dele guardaremos, para sempre, grata memória de vida dedicada e exemplar.

Que descanse em Paz, que o Coração de Cristo o recompense pelo muito bem que fez e o acolha na sua Misericórdia infinita.

Consagração ao Coração de Jesus (Oração que o Irmão Domingos rezava todos os dias)

Sagrado Coração de Jesus, eu me consagro a Vós.
Entrego-Vos tudo o que sou e tudo o que tenho.
Quero adorar-Vos em todos os Sacrários da terra,
principalmente onde sois mais esquecido ou ofendido!
Agradeço-Vos todas as graças que me tendes concedido
e que nem sempre tenho agradecido!
Peço-Vos humildemente perdão de todos os meus pecados
e do mal que com eles possa ter causado aos meus irmãos!
Imploro a graça da conversão.
Fazei o meu coração semelhante ao Vosso.
Ajudai-me a levar a minha cruz não só sem revoltas,
mas com paciência, amor e alegria.
Entrego-Vos todos os meus problemas, dores,
preocupações, angústias, humilhações e dificuldades…
Confio na Vossa Misericórdia que tudo me ajudará a resolver!
Peço-Vos por todos os que mais sofrem
e por todos aqueles que se recomendam à minha pobre oração;
encerrai-nos a todos no vosso Coração amantíssimo!
Com Maria e por Maria,
quero amar-Vos até morrer
e contemplar-Vos para sempre no Reino da Eterna Glória! Amén

Inscreva-se
na nossa newsletter

SUBSCREVA

Siga-nos
nos nossos canais

 - 

Inscreva-se
na nossa newsletter