27 agosto 2020
27 ago 2020

P. Kazimierz Sroczyński

P. Kazimierz Sroczyński
* 18.08.1944
† 27.08.2020

email email whatsapp whatsapp facebook twitter versão para impressão

Padre Kazimierz Sroczyński nasceu no dia 18  de agosto de 1944 e tinha 76 anos. Fez os primeiros votos no dia 22 de agosto de 1961 e foi ordenado sacerdote no dia 13 de Junho de 1969.

Atualmente residia em Châtel-Saint-Denis, Suíça. Ele pertencia à Província POL.

Venite ad me, omnes qui laboratis, et onerati estis: et ego reficiam vos. (Mt 11,28)


(Cúria Provincial polaca) – P. Kazimierz Sroczyński faleceu aos 76 anos de idade na Suíça. Entrou na Congregação dos Sacerdotes do Sagrado Coração de Jesus em 1958 e passou dois anos no Seminário Menor em Stadniki. Fez o postulantado e o noviciado em Pliszczyn, e a sua primeira profissão em 22 de agosto de 1961. Após completar a sua formação em Tarnów e o estudo de filosofia e teologia no Seminário de Stadniki, foi ordenado sacerdote no dia 13 de junho de 1969 na Cracóvia. Trabalhou como vigário paroquial na Paróquia de Florynka permanecendo ali apenas 2 anos porque queria tornar-se missionário no Congo. Realizou o seu sonho em outubro de 1972 e visitou incansavelmente as capelas e os lugares mais remotos da floresta. Permaneceu no Congo por 13 anos e, juntamente com outros confrades e cristãos locais, contribuiu para a construção de novas igrejas e capelas missionárias.

Em 1984, devido a problemas de saúde, deixou o Congo para se estabelecer na Suíça, onde foi o primeiro dehoniano polaco a fazer parte do ministério pastoral nas instituições dirigidas pela Congregação. Em 1987, na comunidade territorial estabelecida em Friburgo, Suíça, P. Sroczyński tornou-se o primeiro superior, voltando a exercer essa missão nos anos 1996-99. Trabalhou na comunidade polaca local e tornou-se o confrade referencial de pastoral para os polacos que vivem na Suíça. Nos anos seguintes, assumiu também a tarefa de ecônomo, conselheiro e, sobretudo, pároco na Paróquia de Attalens, uma pequena aldeia no cantão de Friburgo com cerca de 3.000 habitantes. Morreu na casa São José no dia 27 de agosto de 2020 em Châtel-Saint-Denis, perto de Friburgo. Foi enterrado em Attalans no cemitério local

Inscreva-se
na nossa newsletter

SUBSCREVA

Siga-nos
nos nossos canais

 - 

Inscreva-se
na nossa newsletter