01 março 2022
01 mar 2022

Guerra na Ucrânia

A voz dos dehonianos sobre o conflito na Ucrânia


email email whatsapp whatsapp facebook twitter versão para impressão
01 abril 2022

Mediação: a velha lógica do poder

O Vaticano expressou novamente sua disponibilidade para a mediação com um acordo prévio de cessar-fogo, mas não houve resposta da Rússia. O Núncio Apostólico em Kiev, o lituano Visvaldas Kulbokas, disse: "Para negociar, é necessário sair do esquema político-militar que não leva a lugar nenhum; seria mais fácil se as Igrejas Católica e Ortodoxa unissem forças para esta mediação".

28 março 2022Sergio Rotasperti scj  

Ucrânia: P. Andrzej Oleinik e Siergiej Babic falam sobre sua missão em tempo de guerra.

P. Andrzej Oleinik é um jovem padre moldavo dehoniano e P. Siergiej Babici é um estudante ucraniano de medicina, interessado na vida religiosa dehoniana. Eles compartilharam antes de tudo sua alegria pela oportunidade de falar com a Congregação "porque somos uma família".

07 março 2022Slawomir Knopik, scj  

Estar juntos e próximos, de acordo com o carisma de Padre Dehon

O compromisso social de muitas comunidades que abriram suas portas aos refugiados da Ucrânia.

04 março 2022Lorenzo Prezzi SCJ  

Ucrânia: Putin, Cyril e os vassalos

O modelo expansionista da Rússia de Putin e a afasia da Igreja Ortodoxa em Moscou caracterizam a agressão militar contra a Ucrânia.

01 março 2022Roman Gorincioi, scj  

Ao vivo da Ucrânia e Polônia

Ao vivo da Ucrânia e da Polônia, os dehonianos reportam sobre a guerra e a ajuda aos refugiados.

28 fevereiro 2022Tadeusz Wołos, scj  

Dehonianos na Ucrânia ao lado do povo e ao seu serviço

"Não queremos deixar nossos paroquianos". Estamos preparados para sobreviver aos próximos dias": estas são as palavras do P. Tadeusz Wołos, superior da comunidade religiosa.

27 fevereiro 2022Marcello Neri  

Wilmer: ataque ao projeto europeu

O presidente da Pax Christi na Alemanha, Heiner Wilmer, bispo dehoniano de Hildesheim, chamou a invasão militar russa da Ucrânia de "um vulnerus evidente do direito internacional e um ataque ao projeto europeu".

Inscreva-se
na nossa newsletter

SUBSCREVA

Siga-nos
nos nossos canais

 - 

Inscreva-se
na nossa newsletter

Leia a Política de Privacidade e escreva para