04 maio 2021
04 mai 2021

Pandemia afeta os Dehonianos na Índia

© photo credit: Shubhangee Vyas

A segunda onda de Covid-19 está afetando muito a Índia, e afetou diretamente os Dehonianos que alí trabalham.

por  Tinu Thomas Padapurakkal

email email whatsapp whatsapp facebook twitter versão para impressão

O Mestre de Noviços do Distrito da Índia, P. Christy Peter, foi encontrado inconsciente em seu quarto, e mais tarde foi confirmado que ele tinha sido contagiado pelo coronavírus. Ele é o décimo membro do Distrito a contrair o vírus, e o número ainda está crescendo.

O P. Joseph Benarji, um jovem padre, teve dificuldade para respirar durante a noite e foi levado imediatamente para o hospital. O vômito piorou o seu quadro e causou desidratação. Agora ele vai receber oxigênio suplementar para aumentar a sua quantidade nos pulmões e no sangue. Ele necessita de uma injeção de antibióticos, chamada “Remdesivir”. Mas, devido à escassez e à grande demanda, esse medicamento é caro. O P. Benerji necessita 6 dessas injeções, (duas para cada dia ou até mais do que isso, de acordo com suas condições de saúde) porque seus pulmões foram afetados. Não podemos nem mesmo ligar, por sete dias, para perguntar sobre sua situação de saúde.

O P. Rinu Jose, o superior do Distrito, 6 noviços e 6 membros de votos temporários estão em auto-isolamento. Seus sintomas são muito evidentes. O número confirmado de casos de Covid-19 entre os membros é superior a 10 (padres) e dois estão hospitalizados (P. Christy Peter está se recuperando gradualmente. Quanto ao P. Joseph Benerarji, o seu estado de saúde é estável). Há mais de 15 membros em quarentena.

A segunda onda de Covid-19 na Índia foi liderada por um aumento do número de casos no estado de Maharashtra. Os estados do sul da Índia, Kerala, Karnataka, Tamil Nadu e Andhra Pradesh completaram a lista dos cinco estados mais atingidos nos últimos três meses. Os Dehonianos estão presentes em três desses estados. O número crescente de casos é ameaçador no sul da Índia, contudo a situação é pior em Maharashtra e em Delhi, onde as pessoas estão morrendo por falta de suprimento de oxigênio e de medicamentos.

O Vatican News cita o jornal Matters India e comenta: “A Igreja Católica na Índia, que compreende tanto o rito latino quanto o rito oriental Syro-Malabar e as Igrejas católicas Syro-Malankara, é servida por mais de 30.000 padres, tanto diocesanos como religiosos. Os 14 que morreram nos últimos 3 dias estão entre os mais de 20 sacerdotes que a Igreja perdeu para o vírus no último mês. O número de irmãs religiosas mortas devido ao coronavírus é superior a 50 na Índia”.

Inscreva-se
na nossa newsletter

SUBSCREVA

Siga-nos
nos nossos canais

 - 

Inscreva-se
na nossa newsletter

Leia a Política de Privacidade e escreva para